Missão

“Educar para o Bem”

 

Visão

“Uma instituição de referência no campo educativo, aberta a novos desafios e de profunda vivência de cariz salesiano”.

 

Valores

  • Alegria
  • Amizade
  • Partilha
  • Solidariedade
  • Espiritualidade
  • Pedagogia Preventiva
  • Responsabilidade
  • Respeito pelo ambiente.

 

4.1 - Pedagogia Preventiva de D. Bosco

A AAASE, como Instituição Salesiana centra-se nos fundamentos deixados por S. João Bosco, que assentam na singularidade do seu sistema preventivo. A razão, a religião e o amor são os três grandes pilares pelos quais se rege a nossa pedagogia.

A aplicação deste sistema prevê:

  • Criar um ambiente familiar que promova, estimule e apoie o gosto pelo bem;
  • Marcar uma presença contínua e positiva na vida das crianças;
  • Ajudar a superar vivências que possam incidir negativamente no crescimento integral da sua personalidade;
  • Desenvolver positivamente o seu potencial interior;
  • Prevenir o aparecimento de rotinas, situações e hábitos desajustados.

 

4.2 - Orientações Curriculares do Pré-escolar

A AAASE tem como ponto de apoio para a prática pedagógica dos educadores as Orientações Curriculares do Ministério da Educação em vigor desde 2016, dirigidas ao Pré-escolar e orientadoras dos princípios educativos da Creche.

As Orientações Curriculares para a Educação Pré-Escolar baseiam-se nos objetivos globais pedagógicos definidos pela Lei Quadro n.º 5/97, de 10 de fevereiro e destinam-se a apoiar a construção e gestão do currículo no jardim de infância, da responsabilidade de cada educador/a, em colaboração com a equipa educativa do estabelecimento/agrupamento.

Apesar de a legislação do sistema educativo (Lei de Bases do Sistema Educativo, Lei Quadro da Educação Pré-Escolar) incluir apenas a educação pré-escolar a partir dos 3 anos, não abrangendo a educação para os 0-3 anos (creche), considera-se, de acordo com a Recomendação do Conselho Nacional de Educação, que esta é um direito da criança. Assim, importa que haja uma unidade em toda a pedagogia para a infância e que o trabalho profissional com crianças dos 0 aos 6 anos tenha fundamentos comuns e seja orientado pelos mesmos princípios.

SILVA, Isabel Lopes da, MARQUES Liliana, MATA Lourdes, ROSA Manuela, 2016 Orientações Curriculares para a Educação Pré-Escolar. Lisboa, Ministério da Educação/Direcção Geral da Educação (DGE).

 

4.3 - Princípios Orientadores da Creche

De forma a garantir a qualidade da Creche, que consideramos depender de conhecimentos específicos, de competências e de uma planificação adequada, bem como do conhecimento sobre o desenvolvimento das crianças da primeira infância, interligado com a resposta às suas necessidades individuais e das respetivas famílias, a equipa pedagógica traça um Currículo adaptado à faixa etária dos 0 aos 3 anos, o qual serve de orientação à sua prática educativa.

Para a prossecução dos objetivos pedagógicos referidos na Portaria nº262/2011 de 31 de agosto, o projeto pedagógico ou curricular de cada sala (PCS) fazem parte: o plano de atividades pedagógicas que contempla as ações educativas promotoras do desenvolvimento global das crianças, nomeadamente motor, cognitivo, pessoal, emocional e social; o plano de informação que integra um conjunto de ações de sensibilização das famílias na área da parentalidade.

O PCS é dirigido a cada grupo de crianças, elaborado pela equipa técnica com a participação das famílias e, sempre que se justifique, em colaboração com os serviços da comunidade, sendo linha orientadora um plano de desenvolvimento e aprendizagem integral da criança, valorizando a atividade natural da criança, o Brincar, a Exploração/Descoberta do Mundo que a rodeia por si só e em grupo.

A AAASE tem ainda como referencia o Guião Técnico nº 4, Creche, editado pela ex-DGAS, aprovado em 29.11.1996. Este Guião sugere a Creche como “uma resposta social, onde a criança deve ser acolhida, amada e respeitada na sua originalidade e ajudada a crescer harmoniosamente. Dado que os primeiros anos de vida são decisivos no desenvolvimento do ser humano, este Guião integra um conjunto de normas que constituem princípios orientadores, de forma a que as creches estejam organizadas de modo a criarem um quadro de vida capaz de responder, de forma particular, às necessidades e interesses das crianças.”

Na creche, o principal são de facto as rotinas, os tempos de atividades livres e os vínculos afetivos que se criam com a equipa educativa, existindo sempre uma intencionalidade educativa, flexível, respeitando a individualidade de cada criança, tendo por base as atividades planeadas adequadas a cada faixa etária.

 

3.1 - Recursos Físicos

O Centro D. Bosco é um edifício de construção adaptada composto por quatro pisos:

 

Piso 0

  • Duas salas de pré-escolar (Verde e Laranja)
  • 1 WC crianças do pré-escolar
  • 2 WC adulto
  • 1 Lavandaria
  • 1 WC de apoio à cozinha
  • 2 Dispensas de apoio à cozinha
  • 1 Cozinha
  • 1 Refeitório
  • 1 Ginásio
  • 2 WC/balneários de apoio ao ginásio

 Piso 1 – Piso da Creche

  • 1 Sala de berçário (Arco-íris)
  • 1 Parque Infantil
  • 1 Copa de leites
  • 1 Dormitório
  • 1 Fraldário
  • 3 Salas de creche (Rosa, Turquesa e Azul)
  • 1 WC crianças
  • 1 WC adultos
  • 1 Arrecadação

Piso 2

  • 1 Sala de Direção – Sala Nobre
  • 1 WC – adaptado a pessoas com mobilidade condicionada
  • 1 Bar
  • 1 Capela
  • 2 WC
  • 1 Sala de pré-escolar (Amarela)
  • 1 Sala – Direção Executiva
  • 1 Sala - Pastoral /Sala de Isolamento
  • 1 Secretaria

Piso 3

  • 1 Auditório
  • 1 Gabinete de Atendimento Especializado (Psicologia, Terapia da fala ou outros) e Sala de Educadoras
  • 1 Sala de Antigos Alunos
  • 1 Sala de Direção Pedagógica
  • 1 Sala de Pré-escolar (Lima)
  • 1 Arrecadação
  • 1 Sala de material/Biblioteca
  • 1 WC adulto
  • 1 WC crianças

Outros espaços

  • 2 Parques infantis exteriores
  • 1 Parque de estacionamento
  • 1 Polidesportivo
  • Espaços verdes

 

3.2 - Recursos Humanos

Para atingir os objetivos que a Associação dos Antigos Alunos Salesianos do Estoril se propõe, conta com um conjunto de recursos humanos especializados e dimensionados para a sua atividade. A harmonia entre todas as pessoas e todos os setores que formam a AAASE e a Comunidade Escolar é um dado imprescindível ao seu funcionamento e objetivos.

A Comunidade Escolar constitui-se, efetivamente, quando acontece a interação entre alunos, pais/encarregados de educação, pessoal docente e não docente, Direções, Administração e instituições com quem a Associação estabelece parcerias em convergência e complementaridade.

 

3.2.1 - Alunos

As crianças são os principais destinatários do trabalho desenvolvido na Associação.

A AAASE tem acordo de cooperação para as respostas sociais de Creche e Pré-escolar, celebrado com o Instituto de Segurança Social de Lisboa, IP e o Ministério da Educação para a Resposta Social de Pré-Escolar.

O acordo de Creche contempla vagas para 51 crianças e o Pré-Escolar da AAASE, é uma resposta social autorizada pelo Ministério da Educação e com acordo de cooperação com a Segurança Social, o qual foi alargado em 14 agosto de 2015 de 75 para 96 crianças.

 

3.2.2 - Pessoal Docente

Os educadores e professores são peças-chave na Comunidade Escolar, visto que a eles corresponde, de modo especial, a tarefa docente e, por isso, sobre eles recai uma responsabilidade específica dentro da ação educativa.

Uma Educadora de Infância especializada assume a Direção Pedagógica, das Respostas Sociais de Creche e Pré-escolar e Direção Técnica da Creche.

A AAASE conta com a colaboração de um corpo docente constituído por Educadoras de Infância responsáveis por cada uma das salas existentes, sendo coadjuvadas por Auxiliares de Educação e Ajudantes de Ação Educativa certificadas.

Para as atividades que completam o curriculum de Educação de Infância a AAASE dispõe de um professor de expressão musical, um professor de inglês e um professor de expressão físico –motora.

A AAASE dispõe ainda de atividades desportivas, para a Resposta Social de Pré-escolar.

 

3.2.3 - Pessoal Não Docente

O pessoal não docente desempenha, independentemente das funções que lhe estão atribuídas, um papel ativo no processo educativo das nossas crianças, na medida em que, no desempenho das suas funções, contribui para a formação integral das mesmas e para o bom funcionamento da Comunidade Escolar.

A participação corresponsável do pessoal não docente na atividade da AAASE, através dos órgãos correspondentes, está prevista no Regulamento Interno e na legislação vigente.

A AAASE dispõe ainda dos serviços especializados de uma psicóloga.

 

2.1 - Historial da Instituição

A Associação dos Antigos Alunos Salesianos do Estoril, desenvolve a sua atividade educativa através das respostas sociais de Creche e Pré-escolar, com sede no Centro D. Bosco situado no Vale da Amoreira, Rua D. Bosco, Estoril.

  

 

Esta Associação é constituída por antigos alunos salesianos na sua maioria da Escola Salesiana do Estoril. A fundação oficial data de 9 de Setembro de 1977. É uma Associação sem fins lucrativos, que exerce a sua atividade motivada pelo sentimento de afeto e espírito de fraternidade que une toda a família salesiana, pela exigência de conservar e desenvolver os ensinamentos da escola de D. Bosco e ainda pela intenção de difundir, pela ação, o espírito salesiano.

Os passos da sua história podem, sucintamente, resumir-se ao seguinte:

Em 1984, foi solicitada à Câmara Municipal de Cascais a cedência de um terreno no qual a Associação se propunha prestar apoio à infância e juventude cooperando com as famílias no desenvolvimento integral da criança e dos jovens, bem como promover atividades de apoio social à terceira idade e de assistência aos associados em situação de invalidez ou de carência de meios de subsistência e também promover a proteção da saúde através de cuidados de medicina preventiva, curativa e de reabilitação.

Passados dois anos, foi cedido pela Câmara Municipal de Cascais o terreno para as suas instalações e em Dezembro de 1989, foram erguidas as primeiras paredes.

Em Maio de 1991, a Associação foi erigida como Instituição Particular de Solidariedade Social e em 1997 recebeu as primeiras crianças na Creche.

Atualmente tem a funcionar as Respostas Sociais de Creche e Pré-escolar, onde diariamente são recebidas cerca de cento e cinquenta e quatro crianças.

Dispõe de um conjunto de salas devidamente apetrechadas, para além de outras infraestruturas de apoio, de que se destacam um ginásio, um auditório devidamente equipado, um salão multiusos, um refeitório com cozinha, um polidesportivo e três parques infantis.

A Escola é dirigida pela Administração da Associação, sendo o funcionamento e atividades assegurados por uma equipa multidisciplinar constituída por Direção Executiva, Direção Pedagógica, psicóloga, educadoras de infância, auxiliares de Educação, ajudantes de ação educativa, trabalhadores auxiliares de serviços gerais, administrativos e porteiro, para além de vários colaboradores externos, nomeadamente para os serviços de apoio técnico especializado, as atividades de enriquecimento curricular e desportivas e outros apoios de natureza específica.

Ao fim de semana são ainda desenvolvidas atividades religiosas como a Eucaristia para a população da zona da Amoreira e a catequese.

 

2.2 - Caracterização do Meio Envolvente

O Concelho de Cascais

A AAASE está inserida no Concelho de Cascais, localizado entre as freguesias de Alcabideche e União das Freguesias de Cascais e Estoril.

 

 

O concelho de Cascais fica situado na área metropolitana de Lisboa. É um concelho com 97km2 que se divide em 5 freguesias (Alcabideche, União das Freguesias de Cascais e Estoril, S. Domingos de Rana, Carcavelos e Parede).

Segundo os últimos dados dos censos de 2011, existem no município de Cascais um número médio de indivíduos de 2.119.9 por km2. É um número que tem vindo a aumentar quando comparado com os dados relativos a 2001 que apontam para 1.756 indivíduos por km2.  

Quando falamos da dimensão média das famílias observa-se uma redução das mesmas desde 1981 (onde a dimensão era de 3.2 indivíduos) até 2011 (em que os valores apontam para 2.5 indivíduos). O número de famílias clássicas em 2001 era de 62.866 tendo aumentado até 2011, onde se registam 82.093 famílias.

Relativamente à natalidade, entre 2001 e 2010 verificou-se um aumento dos nados-vivos (de 2.184 para 2.409) e um posterior decréscimo até 2013, onde se registaram 2.005 nados-vivos. Também a taxa de fecundidade tem vindo a diminuir desde 2001 onde o valor registado foi de 49,4‰. Os últimos dados dizem respeito a 2013 onde o valor registado foi de 40,1‰.

 

Educação da 1ª infância no Concelho

            Segundo dados extraídos da PORDATA, o número de alunos matriculados no ensino pré-escolar aumentou entre 2010 e 2012 (5865, 6042, 6106) tendo-se verificado um ligeiro decréscimo em 2013, onde se verificaram menos 36 matrículas que no ano anterior. As matrículas no ensino Público aumentaram entre 2010 e 2013 (de 869 para 1286) e verificou-se o oposto no ensino Privado, onde as matrículas diminuíram no mesmo período (de 4996 para 4784).

        Relativamente ao número de estabelecimentos de ensino pré-escolar existentes, verificou-se um aumento progressivo entre 2009 e 2012 (de 106 para 115). Os últimos dados de 2011 mostram que 22,5% dos estabelecimentos de ensino pré-escolar existentes são públicos, contra 77,5% que são privados.

 

Caracterização demográfica das famílias da AAASE

Fizemos uma sondagem junto das famílias dos nossos alunos com vista ao levantamento das suas principais características sociodemográficas e obtivemos os seguintes dados:

Caracterização habitacional

  • 94% das famílias vivem no concelho de Cascais
  • 50% reside na freguesia de Alcabideche, 38.5% na freguesia de Cascais Estoril e 11.5% noutras freguesias
  • 7% vive em casa própria, 33.3% em casa arrendada
  • 6% dos nossos alunos têm quarto próprio
  • 7% vive em apartamento
  • 3% possui moradia

 

 

Caracterização das famílias

  • 3% dos alunos vive com o pai e com a mãe
  • A maioria dos pais tem idades entre os 40-49 anos – 46.2%
  • A maioria das mães tem idades entre os 30-39 – 75.6%
  • Mais de 94% dos nossos pais e mães são de nacionalidade portuguesa
  • Mais de 70% dos pais e mães são naturais do Distrito de Lisboa
  • Mais de 50% dos pais e 66% das mães possuem curso superior
  • A maioria dos casais são trabalhadores ativos, registando-se uma percentagem de desemprego de 5.8% nos pais e 11.6% nas mães
  • 12% das nossas famílias são numerosas
  • Apenas 8.7% das crianças não têm irmãos

 

 

 

 Deslocação para a escola

  • 94% dos alunos vêm para a escola de carro
  • 6% vive a menos de 10 minutos da escola
  • Cerca de 90% das crianças é deixada na escola pelos pais
  • 40% conta com os avós para vir buscar à escola

 

O Projeto Educativo de Escola é um instrumento de gestão que define a política educativa da Escola.

Este documento reflete a filosofia subjacente a uma dinâmica de escola, define princípios e linhas orientadoras gerais, adequadas às características da Comunidade Educativa em que se insere, de acordo com as orientações nacionais previstas na Lei Quadro n.º 5/97, de 10 de fevereiro.

O Projeto Educativo da Associação dos Antigos Alunos Salesianos do Estoril, adiante designado como PEE, pretende ser um guia orientador e regulador da vida desta Instituição enquanto Comunidade Educativa. Pretende dar a conhecer o trajeto e direção a seguir, aglutinar e dar sentido a todos os aspetos da vida escolar.

O PEE rege-se por orientações que garantam a coesão e unidade de esforços na missão educativa. Estrutura-se tendo como objetivo principal definir a Identidade e a Qualidade Educativa, na medida em que nasce não apenas por imperativos legais, mas antes e acima de tudo, assenta na originalidade da Pedagogia Salesiana.

A missão da Creche e Pré-escolar da AAASE consiste em promover uma educação de excelência à luz do Sistema Preventivo de D. Bosco, baseado na pedagogia do amor, da razão e da religião para o desenvolvimento integral da criança.

As orientações do presente PEE abrangem toda a comunidade educativa. Na sua essência, direciona-se aos alunos, aos pais e encarregados de educação, ao pessoal docente, não docente e administrativo.

No final desta viagem.... Quais foram as lições aprendidas?

 

 

Aprendemos que:

Os meninos que não veem usam o tato, o olfato, o gosto ou paladar e a audição

Gonçalo Duarte

Não podemos deitar lixo para o mar, porque os peixes pensam que é comida, comem e morrem

Joana Bento

Aprendemos que os peixes respiraram pelas guelras

João Maria Ramos

Aprendemos que os lixos ácidos, estragam a pele dos peixes e eles morrem

João Maria Ramos

Aprendemos que as conchas e os búzios são duros

Alexandre Denysyuk

Os meninos invisuais não tem os olhos todos fechados, tem os olhos abertos e tinham óculos

Pilar Infante

Aprendemos que o Tubarão, o golfinho, a estrela, o polvo, o búzio e as conchas vivem dentro de água.

Ana Júlia Almeida

Aprendemos que a areia está perto do mar e há ondas no mar quando ele está zangado

Guilherme Venâncio

Relativamente à ferramenta metodológica de gestão de projeto pelo método PMI- Árvore de atividades, aprendemos que:

Se os peixes não nadarem todos para o mesmo lado, não conseguimos construir o Touch tank

Ana Teresa Ascenso

Aprendemos que temos de cumprir as tarefas, dentro dos prazos, para conseguirmos ter o semáforo verde

Leonor Pinto - Relativamente ao semáforo da metodologia PMI

 

 

 

Próximas Actividades

Projeto Educativo de Escola 2016-2019

Leitura rápida

Completo

Download

Apoiar a AAASE


Somos um Instituição Particular de Solidariedade Social, sem fins lucrativos e de utilidade pública, que dirige a sua atividade principal para a educação e ainda para o apoio às famílias e comunidade.

Saiba como ajudar-nos ao preencher a sua Declaração de IRS.

Mais informações...